- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Comissão Europeia financia promoção de produtos agrícolas da UE com 169 M€

A Comissão Europeia irá conceder um financiamento de 169 milhões de euros para a promoção de produtos agrícolas da União Europeia em 2018, mais 27 milhões de euros do que em 2017.

De acordo com a Comissão Europeia, os programas de promoção dos produtos agrícolas dos Estados-Membros podem cobrir uma série de temas, desde campanhas gerais de sensibilização para uma alimentação saudável até setores de mercado específicos.

Phil Hogan, Comissário responsável pela Agricultura e Desenvolvimento Rural, explica que “a UE é o líder mundial do comércio de produtos agroalimentares e a melhor referência em matéria de alimentos de alta qualidade. Durante as diversas missões comerciais que realizei no estrangeiro, pude constatar pessoalmente o interesse dos consumidores e empresas de todo o mundo pelos produtos agroalimentares da UE. Congratulo-me com estes novos programas de promoção que, no passado, abriram as portas a novos candidatos e aumentaram a nossa visibilidade em todo o mundo. No ano passado, as candidaturas aos programas de promoção agroalimentar representaram quase dez vezes mais do que o orçamento disponível. Por isso, se pertence a uma organização elegível, chegou o momento de se candidatar.”

banner APP [1]

Dois terços deste financiamento destinam-se à promoção dos produtos alimentares da UE em países terceiros, “em especial aqueles que demonstram um grande potencial para um aumento das exportações de produtos agroalimentares da UE, como o Canadá, o Japão, a China, o México e a Colômbia. No que respeita a programas no interior da UE, o principal objetivo será informar os consumidores sobre os vários sistemas e rótulos de qualidade da UE, como as indicações geográficas e os produtos biológicos. O financiamento setorial será canalizado para programas que promovam a criação sustentável, nomeadamente de ovinos e caprinos. Foi igualmente reservado financiamento para campanhas concebidas para promover uma alimentação saudável e o consumo de frutas e produtos hortícolas”, revela a Comissão Europeia.

A lista completa de prioridades da Comissão e dos fundos disponíveis pode ser consultada aqui [2]. As propostas devem ser apresentadas até ao próximo dia 12 de abril no portal criado para o efeito. [3]