Silvestres

Competitividade dos recursos silvestres está agora nas mãos de um Centro de Competências

Foi assinado na passada semana um protocolo que vem criar um Centro de Competências dos Recursos Silvestres (CCRES), um projeto liderado pela Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM) e pelo Centro de Excelência para a Valorização dos Recursos Mediterrânicos (CEVRM) e que conta com o apoio de várias entidades públicas e privadas.

Este centro de competências tem como missão garantir a partilha de conhecimentos e competências que assegurem o crescimento, a inovação, a internacionalização e a competitividade dos recursos silvestres, nomeadamente, as fileiras do medronho, dos cogumelos silvestres ou de produção, e do figo da índia, das plantas tintureiras, dos cardos e da alcaparra e do funcho.

Para além do Ministério da Agricultura, integram este centro de competências entidades como Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM); Associação de Produtores de Figo da Índia Portugueses (APROFIP); Associação dos Produtores de Aguardente de Medronho do Barlavento Algarvio (APAGARBE); Centro de Biotecnologia Agrícola e Agroalimentar do Alentejo (CEBAL); Centro de Biotecnologia de Plantas da Beira Interior (CBPBI); Centro de Excelência para a Valorização dos Recursos Mediterrânicos S.A (CEVRM); Confraria Gastronómica do Figo e da Figueira-da-índia; Cooperativa Portuguesa do Medronho; Corte Velada, Lda; Eco Sapiens, Comunicação e Educação Ambiental, Lda.; EDIA – Empresa de Desenvolvimento e Infraestruturas do Alqueva, S.A.; Exotic Fruits NewFlavors, CRL; Faculdade de Ciências Sociais e Humanas – Universidade Nova de Lisboa (FCSH-UNL); Greenclon, Lda; INOVISA; Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV); Instituto Politécnico de Beja (IPBeja); Instituto Politécnico de Bragança – Centro de Investigação da Montanha; Instituto Politécnico de Castelo Branco (IPCB); Instituto Politécnico de Coimbra – Escola Superior Agrária (IPC- ESA); Município de Almodôvar; Município de Beja; Município de Idanha-a-Nova; Município de Portel; Município de Serpa; NERBE/AEBAL – Associação Empresarial do Baixo Alentejo e Litoral; Quadrante Natural; Quinta Essência, Soc. Agrícola Unipessoal, Lda; Sugar Bloom Unipessoal Lda; TAGUSVALLEY – Parque Tecnológico do Vale do Tejo; TERRIUS; Universidade de Évora (UÉvora); Universidade do Algarve (UAlg); e Viver Serra – Associação p/ a Protecção e Desenvolvimento das Serras do Barlavento Algarvio.