- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Continente vai comprar 550 toneladas de cereja a produtores portugueses

O Continente prevê adquirir, ao longo de 2019, cerca de 550 toneladas de cereja portuguesa provenientes de cinco produtores portugueses [1] – a Cerfundão (que agrupa cerca de 50 produtores), as Frutas Almério, a Cermouros, a Cereja S. Julião e a Quinta da Feitoria.

De acordo com a insígnia, “2019 é um ano de excelência para a cereja portuguesa, um dos ex-libris da produção nacional. Para além de ser um ano em que as condições meteorológicas favoráveis permitem uma das maiores produções dos últimos anos, foi também o ano em que aquela que é a mais conhecida das cerejas, a Cereja do Fundão, ganhou o estatuto de Indicação Geográfica.”

“De entre as diversas variedades de cereja disponíveis nas lojas Continente [2], destaca-se a proveniente do Fundão, que perfaz mais de metade da quantidade adquirida de cereja portuguesa”, explica ainda o Continente.

A Cereja do Fundão ganhou, no passado mês de março, o estatuto de Indicação Geográfica devido às suas particularidades associadas às condições geográficas e climatéricas da região. “As lojas Continente, por sua vez, vão dar destaque a esta conceituada variedade com a Cereja do Fundão 28+. Esta cereja tem um calibre maior (superior a 28 milímetros) e distingue-se pela sua doçura e sabor intensos”, conclui o Continente.