- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Controlos a citrinos importados para a UE vão ‘apertar’

Os citrinos importados para a União Europeia vão passar a estar sujeitos a controlos fitossanitários mais rigorosos para prevenir a propagação de pragas, como a mancha negra, aos pomares de citrinos europeus. A medida foi defendida na passada semana no Parlamento Europeu, depois dos eurodeputados terem contestado a revisão proposta pela Comissão dos anexos da diretiva sobre a proteção das plantas, exigindo controlos mais exigentes dos citrinos importados, incluindo análises por amostragem e certificados de rastreabilidade.

O Parlamento Europeu considera que o projeto da Comissão Europeia é contrário aos objetivos do novo regulamento sobre medidas de proteção contra as pragas dos vegetais, na medida em que “põe em causa os requisitos aplicáveis à introdução na União de determinados frutos sensíveis às pragas, especialmente no que se refere à Phyllostictina citricarpa [mancha negra] e à Xanthomonas citri [bactéria que provoca cancro dos citrinos] ”.

banner APP [1]

Os eurodeputados consideram ainda que o projeto apresentado pela Comissão Europeia não é suficiente para “reduzir esses riscos para um nível aceitável” e, numa resolução aprovada na passada semana com 463 votos a favor, solicitam à Comissão que modifique o projeto de diretiva de execução de modo a reforçar os controlos dos citrinos importados e prevenir a propagação de pragas aos pomares de citrinos europeus.

Já em julho deste ano os produtores de citrinos europeus se tinham manifestado [2] acerca da proposta da Comissão Europeia para flexibilizar os controlos às importações de citrinos de outros países para a União Europeia.  É que segundo os produtores, a proposta da Comissão pode trazer “mudanças que são um passo atrás no caminho da segurança fitossanitária dos citrinos europeus e que agravam o risco de que novas e perigosas pragas se estabeleçam na União Europeia”.