Sustentabilidade

Desastres relacionados com o clima aumentam

Sector agroflorestal cria Centro Nacional de Competências para as Alterações Climáticas

Todas as semanas há, pelo menos, um desastre climático. O alerta foi dado por Mami Mizutori, representante especial do secretário-geral das Nações Unidas para a Redução do Risco de Desastres, que em declarações ao britânico The Guardian explica que os desastres provocados pela crise climática estão a acontecer a um ritmo cada vez maior.

De acordo com o especialista, apesar de nem todos terem atenção mediática, os desastres relacionados com o clima estão a acontecer a um ritmo de um por semana, causando mortes e desalojados. O representante da ONU diz, também, que estes desastres exigem dos países afetados cada vez mais “resiliência” e “adaptação”.

As estimativas da ONU apontam para que os desastres climáticos tenham um custo de 463 mil milhões de euros. Para Mami Mizutori, “os investidores não estão a fazer o suficiente” na adaptação à nova realidade, que implica novas infraestruturas, como habitações, redes ferroviárias e rodoviárias, fábricas e redes de abastecimento de água e energia menos vulneráveis a secas, tempestades, inundações e outras condições atmosféricas extremas.

“Precisamos de olhar para os riscos de não investir em resiliência”, defendeu em declarações ao The Guardian.