Vinha e Vinho

DGAV divulga zonas de intervenção prioritária contra a flavescência dourada da videira

A Direção-Geral de Alimentação e Veterinária (DGAV) já publicou a lista de zonas prioritárias para intervenção onde a flavescência dourada está presente. A DGAV divulgou também a respetiva classificação de risco de disseminação da doença da flavescência dourada da videira.

A flavescência dourada é uma das doenças das que mais prejuízos causa na videira e é provocada pelo fitoplasma Grapevine flavescence dorée MLO, que perturba o funcionamento das plantas, causando grandes perdas de produção e a morte das videiras, explica a Direção Regional de Agricultura e Pescas do Centro (DRAP Centro).

A DRAP Centro diz, ainda, que o vetor da doença, o inseto Scaphoideus titanus Ball (ST), foi identificado em 2000, no Norte de Portugal. Hoje, e desde 2008, estende-se ao Centro de Portugal. Já o fitoplasma causal da doença foi oficialmente detetado em Portugal, em 2006, na Região do Entre Douro e Minho.

Consulte aqui a lista das zonas prioritárias para intervenção.