- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

Fim do uso de gaiolas na pecuária é o apelo de empresas alimentares

A eliminação progressiva de gaiolas na pecuária [1] foi o apelo de dez empresas alimentares da União Europeia (UE) à Comissão Europeia, noticia o jornal Publico [2].

Na carta, a que a agência Lusa teve acesso, os grupos ALDI Nord, Barilla Group, Fattoria Roberti, Ferrero, Inter IKEA Group, Jamie Oliver Group, Le Groupement Les Mousquetaires, Mondelez International, Nestlé e Unilever destacam que a revisão da legislação do bem-estar animal, atualmente em fase de preparação, é a oportunidade ideal para acabar com esse uso, começando pelas galinhas poedeiras.

 

Os signatários salientam que “os sistemas sem gaiolas são generalizados, economicamente viáveis e oferecem melhores condições de vida para as galinhas”.

banner APP [3]

Citada num comunicado, a presidente da SOS Animal [4] refere que “muitas empresas já estão à frente do movimento, tendo eliminado as gaiolas das suas cadeias de abastecimento”. Sandra Duarte Cardoso defende que “a UE tem de atualizar e rever a legislação para os animais de pecuária, especialmente a Directiva 98/58/CE [5], de modo a que se acabe com o uso cruel de gaiolas para todas as espécies na pecuária”.

 

Na carta enviada às instituições europeias foram elogiados os objetivos da Iniciativa de Cidadãos Europeus (ICE) End the Cage Age [6], promovida por 170 organizações não-governamentais (ONG) europeias e que apela ao fim das jaulas na criação de animais em toda a UE. Segundo dados avançados pelos promotores da iniciativa, em toda a UE, anualmente mais de 300 milhões de animais de pecuária são confinados em gaiolas.