Quantcast
Agricultura

Flores silvestres benéficas para a produção agrícola

Flores silvestres benéficas para a produção agrícola

As áreas com maior densidade de flores silvestres têm até 70% mais polinizadores e conseguem ter maior produtividade nas colheitas agrícolas. A conclusão é de um estudo recentemente publicado na revista científica Ecology Letters e que analisou 49 estudos sobre o tema e que representam 1515 paisagens europeias.

Os investigadores quiseram saber de que forma a organização das zonas de cultivo agrícola e outros habitats podem afetar a presença de artrópodes e a qualidade dos serviços que estes prestam aos ecossistemas.

Elena Concepción, investigadora do Museu Nacional de Ciências Naturais de Madrid e uma das autoras do estudo, sublinha que “nas áreas onde há maior densidade de flores do campo, comprovámos que a abundância de artrópodes polinizadores e os controladores naturais de pragas aumentou em 70% e em 44%, respetivamente. Descobrimos ainda que nas paisagens com mais de 50% de terrenos cultivados, a produtividade das colheitas aumentou com a densidade dos prados silvestres”.

Os autores do estudo defendem que favorecer a diversidade nos ecossistemas melhora não só a biodiversidade, mas também a produção agrícola, tornando-a, ao mesmo tempo, mais sustentável. Recorde-se que se celebra hoje (22 de maio) o Dia Internacional da Diversidade Biológica, ou Dia Internacional da Biodiversidade, uma data que ficou para a história depois da assinatura da 1ª Convenção sobre a Diversidade Biológica e que celebra a variedade de organismos no Mundo e as relações complexas entre os seres vivos e o ambiente.