Fundos Comunitários

Fundos comunitários para agricultores britânicos acabam em 2020

Agricultura terá orçamento de 2440 M€ em 2019

O aviso foi dado pelo Comissário Europeu para a Agricultura, Phil Hogan: os agricultores britânicos deixam de ter acesso aos fundos comunitários da UE já em 2020. Depois do Brexit, o apoio aos agricultores do Reino Unido está nas mãos do Governo britânico e dos seus próprios recursos.

“Tenho estado a dizer aos agricultores britânicos que os pagamentos vão ser feitos até 2020. Depois passa a ser uma questão do Governo britânico, partindo do princípio que as negociações vão ser concluídas, que eles consigam financiar todas as medidas agrícolas que quiserem com os seus próprios recursos”, referiu Phil Hogan.

A saída do Reino Unido da União Europeia deverá acontecer já em 2019, o que está já a causar alguma ansiedade aos agricultores da região. As confederações agrícolas e os responsáveis da indústria agroalimentar britânica já se reuniram com membros do Governo britânico para expressar as suas preocupações em relação à forma como o setor será capaz de lidar com o Brexit, já que é um dos mais subsidiados do Reino Unido.

“Claro que os agricultores estão preocupados com isto, mas é uma questão para o Governo deles. Eu dei-lhes garantias até 2020 e compete ao Governo britânico dar-lhes garantias depois dessa altura”, defende o Comissário Europeu para a Agricultura.