Quantcast
Jerónimo Martins

Jerónimo Martins estuda projeto agrícola para fornecer os seus supermercados

Pingo Doce antecipa pagamento a produtores para 10 dias

O Grupo Jerónimo Martins está a estudar a criação de um projeto agroalimentar que garanta o fornecimento dos seus supermercados em Portugal. De acordo com o jornal SOL, estes planos foram apresentados na passada semana numa reunião de investidores do grupo que até 2016 pretende “desenvolver um projeto no setor agroalimentar” para apoiar o seu negócio principal, o retalho alimentar.

Para a Polónia, a Jerónimo Martins está a preparar uma abordagem diferenciada para zonas rurais e para zonas urbanas. Nas áreas rurais o franchising, que já é aplicado em 30 unidades polacas, será o modelo a explorar. “Além das 800 novas lojas standard que a Biedronka abrirá entre 2014 e 2016, a companhia desenvolverá também contratos de agência com terceiras partes para operarem lojas Biedronka nas pequenas vilas da Polónia, com uma média de 2 000 habitantes”, referiu fonte da JM ao SOL.

Nas zonas urbanas, o desenvolvimento da cadeia de supermercados polaca passará por ter pontos de venda de menores dimensões.

banner APP
 

No próximo triénio, a Jerónimo Martins pretende inaugurar mais 30 espaços Pingo Doce, ao ritmo de dez por ano, fortalecer o posicionamento do preço suportado no corte de custos e conseguir um crescimento das vendas totais do grupo entre 12% e 15%.