Agricultura

LIVESEED começa ensaios de seleção de variedades tradicionais de milho

Milho Bt permitiu uma produção adicional de 1,89 milhões de toneladas na Península Ibérica

A equipa da Escola Superior Agrária do Politécnico de Coimbra (ESAC-IPC), cujo investigador responsável é o professor Pedro Mendes-Moreira, a ADER-SOUSA – Associação de Desenvolvimento Rural das Terras do Sousa e a COPAGRI – Cooperativa Agrícola de Lousada co-organizaram, no passado dia 15 de julho, uma visita aos ensaios de seleção e avaliação de germoplasma de milho que se encontram a decorrer no Vale do Sousa. O objetivo foi verificar in loco a evolução dos referidos ensaios, bem como a troca de know-how entre os participantes.

Além da equipa da ESAC e ADER-SOUSA, participaram na visita aos campos de ensaio o grupo de produtores inseridos no trabalho de investigação e representantes e técnicos das Cooperativas Agrícolas de Lousada, de Felgueiras e da Lavoura de Paços de Ferreira.

Os ensaios de Seleção Massal e de Avaliação de Germoplasma decorrem nas localidades de Várzea, Macieira da Lixa e Nogueira, em terrenos de agricultores locais, produtores de milho. Das quatro explorações, duas estão localizadas no concelho de Felgueiras e outras duas no concelho de Lousada, tendo sido disponibilizados 0,56 ha para os ensaios de seleção e 0,1 ha para ensaios de avaliação.

Uma das variedades brancas a ensaio de seleção é produzida em Modo de Produção Biológico e nas restantes explorações o objetivo é adotar modos de produção convergentes com os Modos de Produção Agroecológica e Biológica.

Durante a visita, a equipa da ESAC prestou esclarecimentos sobre a instalação dos ensaios, os modos de seleção e de avaliação a aplicar aos ensaios, e explicou a importância da preservação e valorização destes recursos genéticos tradicionais para o desenvolvimento rural e para a manutenção da identidade cultural das comunidades locais.

Além destes aspetos, a equipa abordou os objetivos da investigação, nomeadamente a avaliação da adaptação dos milhos branco e amarelo, que se encontram nos campos de ensaio das Terras do Sousa, para alimentação animal e para a confeção da tradicional broa do Vale do Sousa, entre outros.

Está prevista nova visita aos campos de ensaio próximo da colheita, assim como a colheita dos ensaios e de outras informações relevantes à investigação em curso

As informações do projeto estão disponíveis online.