Quantcast
Sustentabilidade

Novos avisos para o combate as alterações climáticas no âmbito do PRR são abertos

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, anunciou a abertura dos primeiros Avisos relacionados com as alterações climáticas.

A ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, anunciou a abertura dos primeiros Avisos, no âmbito do Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), com vista à «Mitigação das Alterações climáticas» e à «Adaptação às alterações climáticas». Em comunicado, o ministério revela que o anúncio foi feito durante a sessão de encerramento da cerimónia «Terra Futura – A Inovação a Acontecer», que decorreu na feira agrícola AgroGlobal, no Cartaxo.

“O Ministério da Agricultura vai investir 93 milhões de euros para implementar a Agenda Terra Futura, inscritos no PRR, ambicionando garantir a transição ecológica, climática e digital. Estes Avisos são dois exemplos práticos de um conjunto de várias medidas de políticas públicas que temos planeadas, no sentido de ir ao encontro destes objetivos”, explicou a ministra.

O Portal Único da Agricultura foi também lançado e pretende simplificar a relação dos produtores e agricultores com o Ministério da Agricultura, oferecendo-lhes “uma porta de entrada única para todos os organismos desta área governativa, disponibilizando as ferramentas essenciais, desde informações sobre os Avisos disponíveis, aos formulários necessários para se candidatarem aos mesmos, passando por toda a informação relativa à sua atividade”.

“Este portal tem um processo evolutivo e vai permitir, a cada agricultor, ter uma visão de 360º sobre a sua atividade e aceder a instrumentos de apoio à tomada de decisão», referiu a ministra.

banner APP

O Ministério da Agricultura vai, ainda, disponibilizar cerca de 45 milhões de euros para promover Iniciativas I&D, “para que sejam constituídos consórcios entre a comunidade científica, os agentes económicos e os agentes do território”.

Além disso, 36 milhões de euros vão ser investidos na revitalização da Rede de Inovação, com a renovação e modernização de 24 polos, com o objetivo de desenvolver iniciativas de inovação no setor agrícola de forma regionalizada por todo o território do continente.

“Queremos que os nossos sistemas alimentares sejam sustentáveis, sem esquecer a dimensão da saúde e do bem-estar como base da produção agrícola”, sublinhou a titular da pasta da agricultura.