Vinha e vinho

Que vinhos bebem os portugueses em quarentena?

Que vinhos bebem os portugueses em quarentena?

O crescimento exponencial das vendas online também chegou ao negócio do vinho, e 2020 promete ser um ano recorde de vendas online no setor.

Em apenas quatro semanas (16 de março a 10 de abril), só a garrafeira online da OnWine Megastores de Bebidas registou um crescimento de faturação na ordem dos 540%, em comparação com as 10 semanas anteriores (1 de janeiro a 15 de março), ultrapassando à data o valor total da faturação de 2019.

Os clientes da garrafeira são provenientes de todo o território nacional e também de países da Europa Ocidental, destacando-se o aumento das vendas nos principais centros urbanos do país, como Grande Lisboa, Grande Porto e Algarve. O valor médio das encomendas ronda os 55€, equivalendo a um preço médio por garrafa superior a 6,20€. Em média, cada encomenda é composta por 9 garrafas, com uma das garrafas, no mínimo, de categorias como Vinho do Porto, espumantes ou bebidas espirituosas.

O Douro é a região mais procurada, segue-se o Alentejo, que em conjunto representam 70% de todas as vendas. Os vinhos de mesa, em particular os tintos (2/3 do total), estão em destaque, representando 90% das compras.

“Temos registado muitos novos consumidores no site, a maior parte à procura de novas experiências, misturando regiões, marcas, categorias e até preços. As pessoas estão disponíveis para aprender mais, para provar vinhos novos e para arriscar em marcas que ainda não conhecem. É, por isso, uma excelente oportunidade para os produtores e temos feito um enorme esforço para criar campanhas direcionadas e apoiar estas novas relações que estão a nascer – e que queremos que perdurem no pós-pandemia”, explica Manuel Oliveira, diretor comercial da OnWine Megastore de Bebidas.