Floresta

Reforma da Floresta em stand-by até novembro

Acréscimo diz que políticas do Governo evidenciam “foguetório de dendrofobia”

Os diplomas da Reforma da Floresta foram aprovados pelo Governo em março deste ano, contudo, apenas algumas das medidas já foram promulgadas, estando prestes a chegar ao terreno. De acordo com o Jornal de Negócios, os cinco diplomas que ainda estão por aprovar no Parlamento não deverão sair até ao final do ano.

O jornal cita Jorge Barreto, deputado socialista e presidente da Comissão Parlamentar de Agricultura e Pescas, que refere que as medidas em falta só deverão ser votadas em “finais de outubro, novembro”. Entre os diplomas que aguardam aprovação dos deputados estão, por exemplo, a atualização dos registos das terras e uma medida que pretende colocar um travão na plantação de eucalipto.

Segundo o deputado, o facto de a aprovação destes diplomas ter passado para o último trimestre do ano prende-se com o facto de ser necessário ouvir diversas entidades como municípios e entidades do setor privado para que se possam tomar uma decisão informada.