Quantcast
 

Sapec esclarece sobre segurança de Fitofarmacêuticos em vinhos para exportação

Sapec esclarece sobre segurança de Fitofarmacêuticos em vinhos para exportação

A Sapec Agro Portugal realizou no passado mês de abril duas ações de esclarecimento relacionadas com a correta aplicação de Produtos Fitofarmacêuticos e o seu uso seguro em vinhos para exportação. 

Efetuadas, em Évora (Alentejo) e Pinhão (Douro) estas duas sessões de trabalho serviram também para apresentação dos resultados inerentes aos estudos realizados com o penconazol e seus eventuais resíduos em vinho, tendo a empresa aproveitado para fazer uma dissertação sobre a correta utilização dos produtos fitofarmacêuticos e dos LMR´s a respeitar em produtos destinados à exportação.

Para tal, a Sapec Agro Portugal contou com a presença do consultor Peter Kaul bem como do Diretor Técnico do Grupo Sapec, o agrónomo Manuel Duarte.

banner APP VR Mobile
 

No final destas ações, “todos os presentes ficaram com uma imagem bastante clara da abordagem que se deve ter sempre que se pense em exportação e sem qualquer tipo de dúvidas relativamente ao uso do penconazol em vinhas que se destinem à produção de vinho para exportação para os Estados Unidos da América”, revelou a empresa em comunicado, adiantando ainda que “Pode dizer-se que a confusão gerada pela polémica NI 01/2012 do Instituto da Vinha e do Vinho (IVV), amplamente divulgada em 2012, bem como alguma confusão e desconfiança, injustificada, relativamente ao uso destes produtos, ficou claramente desfeita, como aliás o atesta a reposição dos factos levada a cabo pelo mesmo organismo na sua NI01/2013 de 4 de abril. Assim e de forma clara e inequívoca, está confirmada a segurança no uso do nosso produto fitossanitário Douro para controlo de Oídio em vinhas para produção de vinho para exportação”.