Quantcast
Hortofrutícolas

Temperaturas elevadas e granizo provocam redução da produção da Maçã de Alcobaça IGP

colheita da maçã de Alcobaça

A campanha de 2020 da Maçã de Alcobaça IGP apontava, inicialmente, para uma colheita de 60 mil toneladas de maçãs de Alcobaça, contudo, as temperaturas elevadas e a queda de granizo, poucas semanas antes do início da colheita, provocaram uma redução da produção para 50 mil.

A Associação de Produtores da Maçã de Alcobaça (APMA) estima que a redução deverá representar uma perda previsional de 15% em relação à campanha anterior. Assim, mais de 400 milhões de maçãs de Alcobaça vão chegar aos supermercados nacionais e internacionais, até ao fim de outubro.

A APMA afirmou à Agência Lusa, em notícia publicada no Observador, que, apesar da redução, espera uma campanha de “muito boa qualidade”, dado as árvores “terem um menor número de frutos e o clima ter sido favorável ao desenvolvimento dos compostos nutricionais e funcionais que tornam a maçã mais rica, mais agradável e mais completa”.

O principal destino da produção são as cadeias de distribuição nacionais, mas a APMA estima que haverá necessidade de exportar entre 10 a 20% das maças certificáveis, conforme as condições de mercado depois de terminar a campanha de colheita na Europa.