- Vida Rural - https://www.vidarural.pt -

2021 marca um crescimento de 8,6% nas exportações de vinho

As exportações do setor do vinho [1] em Portugal atingiram os 930 milhões de euros em 2021, o que representa um crescimento de 8,6% face a 2020, de acordo com a análise setorial da Informa D&B [2].

Em comunicado, a empresa informa que perto de 40% deste valor corresponde a vinho licoroso, sobretudo vinho do Porto, com um peso de 35% do total. França, Estados Unidos e Reino Unido são os principais mercados externos, cada um deles com uma quota acima dos 10%.

O superavit comercial deste setor aumentou para os 770 milhões de euros, com as importações de vinho a desceram para 163 milhões de euros, menos 1,8% que no ano anterior.

banner APP [3]

O volume da produção de vinho na campanha 2021-2022 ascendeu a 7,3 milhões de hectolitros, mais 14,2% do que na campanha anterior, que tinha registado uma queda de cerca de 2%. As regiões do Douro/Porto e Lisboa são as mais importantes (20% do volume total cada uma delas), à frente do Alentejo (18%), Minho (13%), e Tejo e Beiras, ambas com 10%.

Retrato do emprego no setor do vinho

Depois de uma tendência crescente registada entre 2017 e 2019, o número de empresas em atividade no setor vinícola baixou, situando-se nas 1 373 em 2020 (-1,1%). O emprego no setor também recuou nesse ano, para cerca de 10 800 trabalhadores. No tecido empresarial do setor predominam as empresas de pequena dimensão, mantendo-se o número médio de efetivos por empresa nas 7-8 pessoas desde 2014.

Em relação à distribuição geográfica dos produtores, existe uma clara concentração na zona Norte, onde estão sediadas cerca de 43% do número total de empresas, seguindo-se a zona Centro (31%) e o Alentejo (14%).