Hortofrutícolas

Cientistas sequenciam genoma do abacate para garantir melhorias na produção

Granfer vai produzir abacate no Alentejo

Um grupo de investigadores dos Estados Unidos da América conseguiu sequenciar o genoma do abacate, um avanço que vai permitir introduzir melhorias na produção desta cultura, garantindo ainda o seu futuro, dizem os cientistas.

O estudo indica que a variedade Hass herdou cerca de 61% do seu ADN de variedades do México e cerca de 39% de variedades da Guatemala e revela ainda quais as funções de cada um dos genes deste fruto, uma descoberta que, de acordo com os autores, permitirá introduzir algumas modificações genéticas para melhorar a produtividade da cultura, aumentar a sua resistência e criar variedades com diferentes texturas e sabores.

Os investigadores dizem, ainda, que estas são descobertas importantes para a agricultura. A cultura do abacate valia cerca de 13 mil milhões de dólares em 2017, com o México a assumir-se como o principal produtor, com as suas exportações a valerem cerca de 2,5 mil milhões de dólares por ano. Conheça o estudo em detalhe aqui.