Agricultura

Cristas diz que é “inaceitável” que haja 22 mil candidaturas a fundos para agricultura à espera de aprovação

Cristas diz que é “inaceitável” que haja 22 mil candidaturas a fundos para agricultura à espera de aprovação

Assunção Cristas, presidente do CDS-PP, considerou este domingo (8 de setembro) que é “inaceitável que o Governo tenha 22 mil candidaturas aos fundos para a agricultura à espera de serem aprovadas”. As declarações foram feitas à margem da FRIMOR – Feira Nacional da Cebola, em Rio Maior.

A antiga ministra da Agricultura diz que o facto de as candidaturas estarem à espera de aprovação faz com que as pessoas não possam “contar com essas verbas para os seus investimentos”.

Considerando que o investimento na agricultura é “muito produtivo e reprodutivo” e que “puxa” pela economia e pelas exportações e diminui as importações, Assunção Cristas afirmou ainda que o CDS continua a entender que se deve “caminhar para eliminar o défice agroalimentar”.

“Não conseguimos produzir todas as culturas, mas muitas podemos produzir mais e melhor e isso depende do bom uso dos fundos comunitários e de investimentos críticos que têm que ser pensados para o país”, acrescentou.

A presidente do CDS lembrou ainda “há um trabalho sério para ser planeado e feito em Portugal ao nível dos investimentos na água, referindo que o País é um dos mais “expostos no mundo às alterações climáticas, um clima que será cada vez mais quente e mais seco, e nós temos que nos preparar para ele, temos que nos adaptar às alterações do clima e isso faz-se com investimentos para armazenar água, para usar eficientemente a água no mundo rural, através de uma irrigação eficiente”.