Agricultura

Empresas rurais incubadas em Idanha-a-Nova já receberam 10 M€ em investimento privado

Empresas rurais incubadas em Idanha-a-Nova já receberam 10 M€ em investimentos privados

A ‘Incubadora de Empresas de Base Rural’ de Idanha-a-Nova, que conta com 55 empresas instaladas, já recebeu um investimento privado global de mais de 10 milhões de euros. A notícia foi avançada pelo presidente do município, Armindo Jacinto, à agência Lusa, que revela ainda que o projeto já permitiu criar 350 postos de trabalho.

A iniciativa foi lançada em 2010 e integra o projeto Idanha Green Valley Food Lab, uma iniciativa instalada na Herdade Couto da Várzea e com o qual o município estabeleceu um protocolo para a disponibilização dos 600 hectares de terreno para projetos inovadores no âmbito da agricultura biológica.

Armindo Jacinto já anunciou, entretanto, que o contrato para a utilização desta herdade do estado será alargado. “A prorrogação do contrato será por 50 anos e vai incluir o centro de formação existente no Couto da Várzea, o que não acontecia no atual contrato, que ainda estava sob a tutela do Estado. A ideia é usar o centro para formação, desenvolvimento e investigação a partir da herdade”, revelou o autarca.

O presidente da Câmara Municipal de Idanha-a-Nova revelou ainda que neste momento está em negociações com o Estado para ficar também a herdade do Ribeiro do Freixo com o objetivo de “captar projetos diferenciadores ao nível da agricultura e no âmbito da produção biológica e biodinâmica”.