Pecuária

Produtores de pintos já podem exportar para o Senegal

Produtores de pintos já podem exportar para o Senegal

Os produtores nacionais de pintos do dia (com um dia de vida) já podem exportar para o Senegal, depois de o Governo ter concluído os procedimentos para a abertura deste mercado. Numa nota enviada às redações, o Ministério da Agricultura explica que este é um mercado com um potencial de 16 milhões de consumidores.

Para o Secretário de Estado da Agricultura e Alimentação, Luís Medeiros Vieira, “este passo é resultado do forte investimento na abertura de mercados e na internacionalização por parte deste Governo”. A internacionalização “é uma das prioridades” da política deste Executivo, que já abriu 53 mercados, para 201 produtos (155 da área animal e 46 de origem vegetal).

“Para a exportação, previamente ao início da exportação para países terceiros, é geralmente necessário estabelecer com as autoridades competentes dos países de destino as condições e requisitos fitossanitários ou sanitários que têm que ser cumpridas, quer pelos operadores económicos, quer pela autoridade competente nacional, na certificação dos produtos a serem exportados. As empresas interessadas deverão contactar as Direções de Serviços de Alimentação e Veterinária da sua Região (DSAVR), ou os serviços competentes das Regiões Autónomas (RA), por forma a conhecerem os requisitos necessários para darem início à exportação”, diz ainda o gabinete do ministro sobre a exportação de pintos do dia para o Senegal.