Apicultura

Agricultura e apicultura “devem trabalhar lado a lado”

apicultura

“A agricultura e a apicultura devem caminhar de mãos dadas para o crescimento sustentável das duas atividades”. Esta foi uma das principais conclusões do XVII Fórum Nacional de Apicultura, uma iniciativa da Associação Agrícola da Ilha Terceira (AAIT) e da Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) que decorreu no passado dia 15 de outubro, na Ilha Terceira.

“Para a saúde das abelhas e a qualidade do mel, as abelhas necessitam de um pastoreio com uma grande variedade de fontes de alimento, que nalguns casos são maioritariamente culturas agrícolas, no entanto, o modelo agrícola predominante é o da monocultura de produção intensiva”, defendeu o presidente da Associação Europeia de Apicultores Profissionais, Walter Haefeker.

Durante o fórum foi apresentado um exemplo que representa as sinergias que se têm criado entre a agricultura e a apicultura: um projeto criado em 2010, na Alemanha, para a produção de leite e manteiga ‘amigos das abelhas’.

“Os produtos encontram-se à venda, devidamente rotulados, em mais de 150 supermercados alemães. Os produtores de leite que aderem a este sistema promovem o crescimento algumas zonas de pasto para as abelhas e não devem utilizar pesticidas à base de neonicotinóides”, explica a associação.

Segundo a associação, numa altura em que o setor do leite enfrenta uma crise, esta é uma forma de valorizar o produto, já que este leite ‘amigo das abelhas’ é pago a uma média de 0,40 cêntimos por litro.

“A ideia já ganhou adeptos em França, onde existem alguns viticultores ‘amigos das abelhas’ e, entretanto, uma cadeia de supermercados francesa anunciou que vai produzir uma linha de produtos ‘amigos das abelhas’”, acrescenta.

De acordo com dados apresentados pela Federação Nacional dos Apicultores de Portugal (FNAP) a produção de mel em Portugal tem vindo a crescer de forma sustentada desde 2007 e em 2015 “atingiu o valor mais elevado desde 2000, com 11521 toneladas, das quais 2000 toneladas são exportadas para diversos países.”

Só nos últimos três anos foram instaladas em Portugal 52 371 novas colónias de abelhas e o número médio de colónias por apicultor aumentou de 34 para 59.

Nota: Fotografia de Margarida Matos