Quantcast
 

Cientistas nas Filipinas desenvolvem súper arroz

Cientistas nas Filipinas desenvolvem súper arroz

Um grupo de cientistas das Filipinas estão a tentar desenvolver um “súper arroz” resistente a mudanças climáticas bruscas, revela a revista Globo Rural.

Aqueles cientistas, pertencentes ao Instituto Internacional de Pesquisa do Arroz, encontram-se há 12 anos a fazer investigação para chegar à composição do que chamam “Súper arroz verde”, uma espécie que resulta do cruzamento entre várias outras espécies de arroz mas que deverá ser uma “versão melhorada” do arroz ‘milagro’.

“O que tentamos é criar distintas variedades de arroz que ofereçam um bom rendimento aos agricultores com um menor uso de adubo. Também pretendemos que elas sejam resistentes às condições ambientais desfavoráveis, como inundações, seca, bactérias e a alta salinidade da água”, explica Jaouhar Ali, cientista do Instituto.

Outra das conquistas desejadas para este novo alimento é que necessite de menos irrigação: “Para 2025 calculamos que a procura por arroz no mundo terá aumentado 40% e ao mesmo tempo entre 15 e 20 milhões de hectares de arrozais sofrerão escassez de água”, aponta Ali.

A equipa de cientistas espera que, num prazo de quatro a dez anos, 20 milhões de agricultores recebam o “súper arroz”, o que, segundo os cálculos do Instituto, poderá vir a representar um aumento na produção de arroz de cerca de 13 milhões de toneladas por colheita e gerará para o setor mais 2,6 mil milhões de dólares, o equivalente a quase dois mil milhões de euros.