Quantcast
 

Estados Unidos e Europa podem perder domínio na agricultura

Futura PAC começa a conhecer-se

Os Estados Unidos e a Europa correm o risco de perderem o domínio da agricultura global. A falta de recursos naturais e a emergência de novas potências como o Brasil, a China e a Rússia, são os motivos apontados, de acordo com o estudo Power in Agriculture, publicado no jornal britânico Guardian. 

O estudo realizado pelo Scottish Agricultural College, encomendado pelos principais agricultores britânicos, mostra que a agricultura no Reino Unido é vulnerável às mesmas tendências e precisa de ser mais produtiva. “E caso não mude, vai perder influência à escala global”, segundo avança o portal Greensavers.

O relatório mostra ainda que uma maior produtividade será recebida com cautelas pelos seus críticos, que têm medo que os agricultores utilizem este estudo para pressionar o Governo britânico a revogar as leis de proteção do ambiente e consumidores.

banner APP
 

Segundo o Power in Agriculture, o Reino Unido continua uma potência agrícola devido à influência política, mas está a ser ameaçado pela falta de recursos minerais e naturais, fator que se estende ao resto da Europa e EUA.

O estudo revela ainda que os Estados Unidos são o maior player na agricultura global, seguido de perto pela União Europeia. Segue-se a China e Rússia e, em quinto lugar, o Reino Unido. O restante top nove é formado pelo Japão, Austrália e Brasil, que é visto como um poderoso concorrente ao top três.