Agricultura

Phil Hogan anuncia mais apoios para ‘renovação geracional’ na agricultura

Phil Hogan anuncia mais apoios para ‘renovação geracional’ na agricultura

Phil Hogan, Comissário Europeu para a Agricultura, disse na passada semana, durante um discurso dirigido aos jovens agricultores europeus da organização CEJA, que está empenhado em apostar na renovação geracional no setor da agricultura.

De acordo com o comissário responsável pela pasta da agricultura, a renovação geracional e a importância dos jovens agricultores para o setor estão, pela primeira vez, enunciados como objetivos da PAC. “Prometi, quando era também um jovem agricultor, que faria da renovação geracional e dos jovens agricultores uma das prioridades da agenda da UE”, defendeu.

Phil Hogan revelou que no próximo quadro comunitário de apoios, os jovens agricultores irão contar com diversos instrumentos e ajudas financeiras, prometendo pelo menos 2% dos pagamentos diretos nacionais para questões relacionadas com renovação geracional no setor agrícola, um valor que atualmente não ultrapassa os 0,8%.

“Esta é uma inovação importante. Os Estados-Membros terão de usar [estes apoios], ou perdem-nos”, defendeu o comissário europeu para a Agricultura, explicando ainda que na proposta para a nova PAC, os Estados-Membros terão mais competências para ‘desenhar’ os pacotes de apoio de acordo com as necessidades dos jovens agricultores dos seus países.

Phil Hogan avançou ainda que haverá um aumento dos apoios máximos a conceder para instalação de jovens agricultores ou startups rurais, que atingirão um teto máximo de 100 mil euros.

Recorde-se que já este ano a Comissão Europeia e o Banco Europeu de Investimento (BEI) anunciaram o lançamento de um programa de empréstimos para jovens agricultores europeus, com um orçamento global de 1000 milhões de euros.

Lançado por Phil Hogan e Andrew McDowell, vice-presidente do BEI, este programa de empréstimos pretende “facilitar o acesso dos jovens agricultores a empréstimos”, colmatando uma lacuna identificada pelo executivo comunitário, segundo o qual, em 2017, 27% dos pedidos de empréstimos submetidos aos bancos por profissionais jovens foram rejeitados, comparativamente com apenas 9% entre os outros agricultores.