Quantcast
Prémios Vida Rural

Vida Rural premeia agricultura ‘eficiente’

Foram entregues ontem (12 de abril), durante uma cerimónia que se realizou no Centro de Congressos do Estoril, no âmbito do AgroIN, os Prémios da Vida Rural, iniciativa que distingue as personalidades, empresas e projetos que mais se destacam na agricultura nacional e que esta edição premiou a gestão eficiente.

O ‘Prémio Agricultor Eficiente’ foi entregue ao agricultor João Coimbra e a Dardico, agroindústria alentejana especializada na congelação de hortícolas, arrecadou o ‘Prémio Agroindústria Eficiente’.

A Torriba, por sua vez, venceu o ‘Prémio Organização de Produtores Eficiente’ e o Projeto Sanimilho, na vertente rega gota a gota enterrada a 35 cm, foi premiado com o ‘Prémio I&D Projeto Eficiência’.

Gonçalo Escudeiro, da Torriba, a receber o ‘Prémio Organização de Produtores Eficiente’

Gonçalo Escudeiro, da Torriba, a receber o ‘Prémio Organização de Produtores Eficiente’

Francisco Avillez conquista Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto

O ‘Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto’, entregue pela primeira vez esta edição, e que representa uma homenagem a Armando Sevinate Pinto, que faleceu o ano passado, foi entregue a Francisco Avillez, que se mostrou honrado por ser o primeiro a receber o prémio com o nome de uma pessoa que “foi alguém muito importante na minha vida”.

António Sevinate Pinto, irmão de Armando Sevinate Pinto, entregou este Prémio em nome da família e fez questão de agradecer “a iniciativa de dar ao Prémio Personalidade o nome de Armando Sevinate Pinto. É uma honra, e falo em nome da família, e uma excelente forma de preservar o seu nome e a sua obra. É um prazer imenso entregar o primeiro Prémio Personalidade Armando Sevinate Pinto ao Prof. Francisco Avillez, cuja carreira esteve durante décadas ligada à do meu irmão, ligando-os principalmente uma profunda amizade. Não há nenhum agricultor que não conheça, pelo menos o nome, de Francisco Avillez. Foi um verdadeiro Professor de todos os agricultores e técnicos.”

Já Francisco Avillez sublinhou: “Agradeço muitíssimo este prémio com o nome do Armando Sevinate Pinto, mas gostaria que não houvesse prémio com o seu nome porque significaria que ele ainda estaria connosco. O Armando foi alguém muito importante na minha vida e sei que ele também ficaria muito satisfeito por ser eu a receber este primeiro prémio com o seu nome”.