Hortofrutícolas

Maçã nacional segue rumo à Guatemala

Maçã nacional segue rumo à Guatemala

Os produtores nacionais de maçã podem agora exportar para um novo destino na América do Sul: a Guatemala. De acordo com o Ministério da Agricultura, este mercado foi aberto depois de negociações para o estabelecimento das condições fitossanitárias para a exportação de maçã portuguesa.

De acordo com o ministério, “o mercado da Guatemala representa um potencial de mais de 15 milhões de consumidores para os produtores e empresas de fruticultura nacional, elevando para seis o número de mercados abertos por este Governo à exportação de maçã.”

Desde que entrou em funções, o Executivo abriu já 34 mercados para 104 produtos, estando também a negociar a abertura de 50 novos mercados para a produção nacional.

“Trata-se de impor uma nova dinâmica exportadora à produção nacional, por forma a melhorar o contributo do complexo agroalimentar para o crescimento económico”, defende o Secretário de Estado da Agricultura, Luís Vieira.

O Secretário de Estado afirma ainda que “esta estratégia está a dar frutos, de tal forma que no primeiro semestre o crescimento do setor ultrapassou os 15%, enquanto o crescimento da economia em geral cresceu 12%”.