Agroindústria

Oliveira da Serra: “Somos a Apple dos azeites”

Oliveira da Serra: “Somos a Apple dos azeites”

Uma loja para apreciar azeite em todas as suas formas e bem no coração de Lisboa. Esta é a aposta da Oliveira da Serra, que inaugurou esta semana em plena Rua da Prata a O’live by Oliveira da Serra, a primeira loja de uma marca de azeites em Portugal.

“Abrimos hoje um conceito e uma homenagem ao azeite português”, revela Otto Teixeira da Cruz, diretor de vendas e marketing Portugal, da Sovena. “Isto é uma aventura porque somos uma marca e é a nossa primeira experiência no retalho. Não é muito normal um fabricante ser também um retalhista, mas não é uma novidade. Existem outros produtos e conceitos que têm marca e que abrem as suas lojas. A Apple é um bom exemplo e se nos quisermos comparar com alguém até somos a Apple dos azeites”.

Isto no sentido que são uma marca que “gosta de inovar. Procurámos trazer para esta loja um conceito muito inovador. É a primeira marca de grande consumo nos azeites que também abre uma loja. Acreditamos que a experiência de compra é muito importante na valorização do azeite. As pessoas vêm à loja e podem degustar os nossos azeites ou experimentar outros produtos à base de azeite, como o chocolate, que foi outra das inovações que trouxemos para a loja”.

Investimento e expansão

A localização da O’live by Oliveira da Serra, bem no coração de Lisboa, também é estratégica. “Lisboa é uma cidade que hoje está na moda e queremos testar o nosso conceito junto dos turistas”, explica Otto Teixeira da Cruz. “É um trabalho que Portugal – e as marcas de azeite portuguesas – têm de fazer: apostar na origem portuguesa. Também tenho responsabilidade pela exportação para a Europa e sei a dificuldade que temos em apresentar a origem portuguesa quando nos comparamos com os italianos ou mesmo os espanhóis. Precisamos de nos valorizar”.

O’live by Oliveira da Serra: "Somos a Apple dos azeites"

 

E para isso surge esta aposta na experiência de consumo e de compra. “Precisamos formar as pessoas. Quem entra nesta loja fica deliciado pela forma como o produto é apresentado e vendido. E todas as pessoas que entram compram porque gostaram da experiência”.

A marca quer apostar no conceito e tem como objetivo abrir mais lojas noutras cidades e em outras localizações. “Queremos estar no Porto e em outras zonas do país. Queremos estar nos aeroportos e também além-fronteiras, como em França. Queremos espalhar este conceito, que é muito inovador”.

 

A abertura da loja de Lisboa representou um investimento de 75 mil euros, que a marca espera recuperar “em dois ou três anos. É a nossa primeira experiência”. Já no próximo ano, a marca também vai apostar no comércio online com a abertura de uma loja que irá disponibilizar os artigos à venda na loja física.

Azeite primeira colheita

Para a inauguração, a Oliveira da Serra convidou o chef Vítor Sobral a apresentar algumas receitas tendo como base o azeite Oliveira da Serra. Em destaque esteve igualmente a primeira colheita, “uma homenagem que fazemos todos os anos ao azeite novo, que aparece no início da campanha. É um azeite mais fresco e com um vigor muito grande”, explica Otto Teixeira da Cruz.

“Tentámos trazer este produto para o consumidor de forma democrática, com um preço de venda muito atrativo se compararmos o que se passa com outras regiões do mundo ou mesmo a concorrência. Queremos que as pessoas se deliciem e que tenham um contacto com o primeiro azeite”.