Agroindústria

Bayer abandona negócio de saúde animal

Bayer abandona negócio de saúde animal

A Bayer anunciou esta quinta-feira (29 de novembro) a intenção de cortar com 12 mil postos de trabalho e abandonar o setor veterinário. A empresa quer focar as atenções na atividade farmacêutica e na agricultura, na sequência da compra da Monsanto, a empresa de pesticidas norte-americana.

A maior parte dos postos de trabalho que vão ser afetados estão concentrados na área de serviços administrativos, sendo que 4100 empregos são da divisão agroquímica, 1250 na área farmacêutica e 1100 nos medicamentos sem receita, uma redução que ronda os 10% dos efetivos da empresa.

Segundo Werner Baumann, líder da Bayer, as mudanças “são necessárias e vão estabelecer novas bases para a Bayer, permitindo melhorar o seu desempenho e flexibilidade”.

Além do abandono da divisão de produtos para a saúde animal, a empresa vai deixar a divisão de produtos de parafarmácia, nomeadamente cremes solares e tratamento de pés.