Conferência VR

7 razões para assistir à conferência ‘Valorizar o interior’

1- Como revitalizar os territórios rurais?

Que estratégias e políticas devem ser colocadas em marcha para contrariar a perda de população e promover o desenvolvimento rural? E qual o papel da agricultura familiar neste contexto? Helena Freitas, professora da Universidade de Coimbra e ex-coordenadora da Unidade de Missão para a Valorização do Interior, vai abrir a conferência com um tema quente mas estruturante.

2- O que andam a fazer os jovens agricultores no interior de país?

São três projetos distintos na dimensão e na estratégia de negócio, mas representam a nova realidade de quem se está a instalar e de quem já tem experiência consolidada. José Caria, um ex-fotógrafo que decidiu deixar a cidade para voltar às origens, Ricardo Tojal, o arquiteto paisagista vencedor do Prémio da Academia Compal com o seu projeto agrícola e Filipe Costa, fruticultor e diretor na Cerfudão, vão partilhar as suas experiências.

3- Como abrir mercados e criar valor?

Dirige uma casa agrícola, esteve na origem da criação de organizações de produtores e é hoje o rosto das exportações portuguesas de hortofrutícolas. Gonçalo Andrade, presidente da Portugal Fresh, vai falar de estratégia e de organização para chegar ao sucesso!

4- Porquê investir em olival intensivo?

O projeto aponta para mais de 1000 hectares de amendoal. Destes, 300 hectares estão a ser plantados no Fundão. Gustavo Ramos, diretor da empresa luso-brasileira Veracruz, vai explicar porque está a investir nesta região e qual o modelo de negócio, que passa por uma unidade de transformação.

5- Temos orgulho em agricultar?

A resposta parece inequívoca, mas a verdade é que este é um setor sem o merecido reconhecimento. A Vida Rural vai desafiar o setor a ‘puxar pelo orgulho’ com uma campanha que todos vamos querer partilhar #agricultarcomorgulho. A diretora da revista, Isabel Martins, dá o mote.

6- Juntos vamos mais longe?

Claro que sim! Juntamos o ‘senhor azeite’, Francisco Pavão, o diretor-geral da AJAP, Firmino Cordeiro e o presidente da Cerfundão, José Luís Castelo Branco, a discutir como pode a organização fazer a diferença para concentrar produção, alargar mercado e vender com valor.

7- Sabemos vender com valor acrescentado?

Sim, é possível. Três jovens transmontanos, que representam a Soresa, vão explicar como agarraram culturas tradicionais, juntaram algumas novas e criaram marcas diferenciadoras. Uma intervenção via Skype que nos vai dar a conhecer Edgar Morais, André Teixeira e Daniel Lopes. Tempo ainda para conhecer a nova vida Adega Cooperativa do Fundão, pela voz do seu vice-presidente José Martins Carvalho e as iniciativas da autarquia nesta matéria, pelo vereador da Câmara Municipal do Fundão, Paulo Águas.

Vai querer perder?