Agricultura

Alterações climáticas exigem “ligação entre a ciência e agricultores”, defende Capoulas Santos

Alterações climáticas exigem “ligação entre a ciência e agricultores”, defende Capoulas Santos

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, defendeu esta quarta-feira (15 de maio) que “as alterações climáticas são uma realidade incontornável” que vai exigir a ligação entre a ciência e os agricultores. Estas declarações foram proferidas pelo ministro durante as celebrações do Dia do Agricultor do INIAV.

Luís Capoulas Santos explicou que “dantes tínhamos em cada dez anos oito com irregularidades de chuva, hoje é o contrário”, referindo que “temos de nos adaptar às alterações climáticas e tentar reduzir o seu impacto”.

O ministro defendeu ainda que a resposta às alterações climáticas “passa pela ciência, mas a ciência em si só de pouco vale. O que estamos a procurar é ligar a ciência com os produtores, para que sejam identificados os problemas concretos e as suas respostas”.

O responsável pela pasta da agricultura diz que ainda que é importante “produzir cada vez mais pastagens e forragens em anos que os períodos de chuva são cada vez mais reduzidos”, apontando como alternativa a aposta em “plantas mais produtivas, ciclos dessas plantas mais adequados a esta nova realidade, plantas que tenham elevado valor nutritivo, por forma a que os agricultores possam ‘stockar’ alimento para os períodos de carência que serão cada vez mais longos. Não podemos esquecer que a maior parte do território é de sequeiro, é necessário aproveitar os seus recursos e as suas potencialidades”.