Agricultura

Governo assina acordo para reforçar ação da FAO em Portugal e na CPLP

Governo assina acordo para reforçar ação da FAO em Portugal e na CPLP

O Executivo e a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) assinaram esta terça-feira (4 de dezembro) um acordo de parceria que vem reforçar “o compromisso comum no combate à fome e à má nutrição na Comunidade dos Países de Língua Portuguesa” (CPLP).

Numa nota enviada às redações, o Gabinete do ministro da Agricultura explica que “o acordo visa a melhoria das capacidades do escritório daquela Organização em Portugal e junto da CPLP e foi assinado pelo Ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural, Luís Capoulas Santos, e pelo Diretor-Geral da FAO, José Graziano da Silva. A assinatura deste acordo abre novas oportunidades para a partilha de boas práticas entre os Estados-Membros da CPLP, reforçando a consolidação da Estratégia para a Segurança Alimentar e Nutricional (ESAN)”.

Para o Chefe do Escritório de Informação e Comunicação da FAO em Portugal e junto da CPLP, Francisco Sarmento, “o acordo demonstra a prioridade política do Governo de Portugal na promoção de uma transição para sistemas alimentares sustentáveis em Portugal e na CPLP”.

O responsável diz ainda que “o novo escritório irá contribuir para aumentar a capacidade dos quadros técnicos dos Estados-Membros da CPLP, e de outros países, na promoção da segurança alimentar e nutricional, da proteção social no meio rural, da conservação dinâmica de sistemas agrícolas de importância mundial, da nutrição e dietas sustentáveis, incluindo a dieta mediterrânica, entre outras áreas”.

Já Capoulas Santos, ministro da Agricultura, refere que “para Portugal, este acordo é parte importante da estratégia de fortalecimento do sistema alimentar através da partilha de conhecimentos com os Estados–Membros da CPLP e com outros países, em particular os da região do Mediterrâneo, e também com novos atores globais nesta área, onde se inclui a República da China”.