Financiamento

Governo disponibiliza 600 mil euros em apoios para agricultores afetados pelos fogos de Mação, Vila de Rei e Sertã

Governo disponibiliza 600 mil euros em apoios para agricultores afetados pelos fogos de Mação, Vila de Rei e Sertã

Já estão disponíveis os apoios para os agricultores afetados pelo incêndio que percorreu os territórios dos concelhos de Mação, Sertã e Vila de Rei nos dias 20, 21, 22 e 23 de julho. De acordo com o gabinete do ministro da Agricultura, ao todo, está disponível uma dotação de 600 mil euros que “poderá ser reforçada, caso se verifique essa necessidade.”

O ministro da Agricultura explica ainda que o despacho agora publicado permite o acionamento da ‘Medida 6.2.2. Restabelecimento do Potencial Produtivo’, no âmbito do PDR 2020, para atribuir aos agricultores de acordo com os seguintes níveis de apoio:

  • 100% para prejuízos até 5 000 euros;
  • 85% para prejuízos entre 5 000 e 50 000 euros;
  • 50% para prejuízos entre 50 000 e 800 000 euros.

“Esta medida aplica-se a agricultores que sofreram prejuízos no potencial produtivo das suas explorações e destina-se a financiar perdas em culturas permanentes (vinha, olival e pomar), efetivos pecuários, equipamentos e maquinaria e instalações de apoio à atividade agrícola. Nesta situação estão os agricultores das freguesias da Fundada e de São João do Peso, no Município de Vila de Rei, e das Freguesias de Amêndoa e de Cardigos, no Município de Mação, freguesias cujas áreas agrícolas e florestais ardidas ultrapassam dos 30% do seu território. Para agricultores titulares de explorações situadas na freguesia do Carvoeiro, no Município de Mação; na União de Freguesias da Cumeada e Marmeleiro e na União de Freguesias de Cernache do Bonjardim, Nesperal e Palhais, no Município da Sertã; e na Freguesia de Vila de Rei, no Município de Vila de Rei; freguesias cujas áreas agrícolas e florestais ardidas ficam aquém dos 30% do seu território, está disponível uma verba de 100 mil euros”, diz ainda.

Recorde-se que, além desta medida, o Governo instalou, com o apoio do Município de Vila de Rei, uma base logística para fornecimento de alimentação animal. Estão disponíveis feno e açúcar (para alimentar abelhas), fornecidos pelo Ministério da Agricultura, além de diversos tipos de rações, solidariamente fornecidos por empresas da fileira.