Agricultura

Produção agrícola do Afeganistão está a ser potenciada por líderes femininas

A produção agrícola e alimentar tem sido um dos maiores instrumentos de participação feminina no Afeganistão. De acordo com um artigo recentemente publicado pelo The New York Times, são cada vez mais as mulheres que no país lideram associações de produtores agrícolas, uma forma de mudar os hábitos de algumas aldeias pequenas, onde a participação no feminino não era muito comum.

Com o reconhecimento do Governo do país, estas associações agrícolas contam com terrenos onde é possível produzir várias culturas e têm acesso a assistência técnica por parte do Executivo do país.

Zainab Husseini, professora de biologia em part-time e uma das líderes de uma destas associações agrícolas, na pequena vila de Iraq-ulya, explicou ao jornal que “antigamente, apenas batatas e trigo eram produzidos aqui. Agora, introduzimos couve, couve-flor, tomates, feijão e outros vegetais”.

A publicação refere ainda que estas associações, com liderança no feminino, tem permitido que as mulheres afegãs estejam na linha da frente de uma luta crucial: a de estabelecer uma economia sustentável para o país, “longe da dependência externa”.