Vinha e Vinho

Sogrape anuncia aquisição da Quinta da Romeira

Sogrape anuncia aquisição da Quinta da Romeira

A Sogrape acaba de anunciar a aquisição da Quinta da Romeira, exploração em Bucelas com 75 hectares de vinha e que representa a entrada da empresa vitivinícola na região de Lisboa. A Quinta da Romeira detém marcas como Prova Régia e Morgado de Sta. Catherina.

Numa nota enviada às redações, Fernando da Cunha Guedes, CEO da Sogrape, sublinha que “entrar em Lisboa era, para a Sogrape, obrigatório. E fazê-lo através da sub-região de Bucelas é, para nós, um enorme motivo de alegria e orgulho, mas também de grande responsabilidade”.

A empresa não avança o valor envolvido na operação, mas revela que tem já previstos mais investimentos em toda a cadeia de valor, “desde a viticultura, passando pela enologia, até ao mercado, para desenvolver um projeto sustentado e de longo-prazo na região de Lisboa. Tirar partido do bom momento que vivem estes vinhos e simultaneamente contribuir para dinamizar a região é o grande objetivo”.

Recorde-se que em setembro de 2018, a Sogrape anunciou a aquisição da Quinta do Centro, uma propriedade com 13 hectares de vinha, em Portalegre, afirmando a “ambição de conquistar uma posição cada vez mais relevante no Alentejo”. O negócio incluiu uma adega com capacidade de vinificação de 100 mil quilos e um armazém subterrâneo onde podem envelhecer até 18 mil litros de vinho em barrica, e 10,5 hectares de vinhas plantadas nas últimas duas décadas e 2,5 hectares de vinhas velhas.

A diversificação da Sogrape é agora maior, marcando presença nas regiões do Douro, Vinhos Verdes, Dão, Alentejo, juntando-lhe, a partir, deste momento, Lisboa. A nível internacional, a Sogrape produz vinhos em Espanha, Argentina, Chile e Nova Zelândia.

Entre o portfólio de marcas contam-se o Mateus Rosé, Casa Ferreirinha, Sandeman, Ferreira, Offley, Quinta dos Carvalhais, Gazela, Azevedo, Herdade do Peso, Bodegas LAN, Finca Flichman, Viña Los Boldos e Framingham.