Agricultura

Ferrugem amarela ameaça trigo nacional

ANPOC lança marca ‘Cereais do Alentejo’

Por se encontrar numa zona de alto risco às alterações climáticas, toda a bacia mediterrânica, Portugal incluído, sofre já dos impactos de pragas e doenças vegetais mais agressivas e mais difíceis de combater. É o caso do fungo que produz a ferrugem amarela do trigo, cuja evolução originou raças adaptadas a temperaturas mais elevadas.

Esta doença afeta o trigo e outros cereais em diversos países  e põe em causa o futuro e a estabilidade das culturas cerealíferas portuguesas. Trata-se de uma luta contra um agente patogénico biologicamente dinâmico, que, se não for travada atempadamente, pode provocar danos socias e económicos avultados.

Saiba mais sobre esta doença, o seu ciclo de vida e processo de transmissão, controlo e prevenção bem como o potencial da inovação científica num trabalho da equipa dos investigadores Paula Rodrigues Oblessuc, Miguel Teixeira, Pedro Rosa e Annalisa Somma do InnovPlantProtect CoLab.

Artigo publicado na edição de julho/agosto da revista VIDA RURAL. Tenha acesso à revista aqui.