Quantcast
Agricultura

Continente quer alargar rede de produtores

O Continente anunciou que pretende alargar a sua rede de produtores através da integração de novos membros no Clube de Produtores Continente (CPC).

“Ajudar os produtores portugueses no escoamento de produtos essenciais, nesta fase de emergência nacional, é o objetivo do Continente”, refere a empresa em comunicado.

As vendas do Continente de produtos nacionais têm aumentado progressivamente, sendo que no último ano foram adquiridas mais de 92 mil toneladas, que correspondem a frutas e legumes, dos quais se destacam 16.000 toneladas de citrinos do Algarve;  9.000 toneladas de maçãs de Alcobaça e da Beira Alta; 5 mil toneladas de pera Rocha do Oeste; 13.000 toneladas de legumes para sopa e 10.000 toneladas de batatas, alhos e cebolas.

A estes números acrescem mais de 15 mil toneladas de queijos produzidos em Portugal, correspondentes a cerca de 150 milhões de litros de leite recolhidos em todo o País e 4.000 toneladas de trigo do Alentejo, cuja farinha é utilizada diariamente para produzir pão nas lojas Continente.

“Neste período de emergência em que se exige uma atuação próxima dos nossos produtores, pretendemos promover a integração de novos membros, garantindo todos os rigorosos procedimentos de segurança e de qualidade dos nossos produtos”, afirma Ondina Afonso, presidente do Clube de Produtores Continente.

Recorde-se que o CPC conta atualmente com 200 membros, entre organizações de produtores, agricultores individuais e empresas familiares com produção de: frutas e legumes, charcutaria (queijos e enchidos), carne, padaria e pastelaria tradicional, peixe, vinhos, azeite, ovos, mel e take-away.