PDR 2020

Ministério quer recuperar atraso do PDR 2020

PDR 2020

O ministro da Agricultura, Capoulas Santos, revelou na passada semana que pretende recuperar o atraso do Programa de Desenvolvimento Rural que se registou após “um excessivo período de candidaturas durante 2015, que entupiram todo o processo decisório”.

Durante a sessão de assinatura dos protocolos de articulação funcional com os Grupos de Ação Local, o ministro da Agricultura sublinhou a necessidade de os pedidos de abertura de candidaturas a fundos comunitários serem lançados com brevidade.

“Espero agora que todos os Grupos de Grupos de Ação Local possam rapidamente proceder ao lançamento dos avisos para a abertura das candidaturas, para passar a aprová-las e a executá-las, porque queremos, tão depressa quanto possível, recuperar o atraso que encontrámos no Programa de Desenvolvimento Rural. Estabelecemos um conjunto de metas que nos permitam, eventualmente no horizonte de um ano, conseguir repor a normalidade dos cerca de 26 mil projetos que, entretanto, ao longo dos últimos dois anos e meio, se foram acumulando”, explicou ainda Capoulas Santos.

Capoulas Santos revelou também que já tem “um calendário previsional para as decisões finais sobre um conjunto de concursos que foram sucessivamente abertos no ano passado” e afirmou a intenção de reprogramar o PDR 2020 “dentro do enquadramento regulamentar europeu” promovendo alterações que “vão ao encontro das opções políticas do Governo e que pretendem discriminar positivamente a pequena agricultura, que tem sido sistematicamente esquecida nos diferentes quadros comunitários e apoiar de forma mais empenhada o rejuvenescimento do empresariado agrícola”.