Regadio

Qual o papel da água no desenvolvimento rural e planeamento do território?

Qual o papel da água no desenvolvimento rural e planeamento do território?

É já nos próximos dias 6 e 7 de novembro que a Fenareg e a Associação de Beneficiários do Mira realizam, em Odemira, o ‘Encontro Regadio 2019’, uma iniciativa que irá debater os desafios dos aproveitamentos hidroagrícolas e o papel da água no desenvolvimento rural e no planeamento do território.

O evento assinala o 5.º aniversário do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira, um perímetro de rega com 12 000 hectares de área beneficiada cuja origem da água é a albufeira criada pela Barragem de Santa Clara, no rio Mira, onde se pratica uma agricultura de regadio.

“A Barragem de Santa Clara e as infraestruturas do Aproveitamento Hidroagrícola do Mira constituem ainda hoje o único investimento público verdadeiramente estruturante existente no concelho de Odemira, garantindo a disponibilidade de água para abastecimento público e suporte das atividades económicas.  A situação particular deste perímetro de rega, que atualmente tem 94% da sua área classificada como Rede Natura, coloca uma série de desafios do ponto de vista da articulação das entidades gestoras do território e da conciliação das atividades económicas, nomeadamente a agricultura, com a proteção do ambiente e da orla costeira”, explica a Fenareg.

Manuel Amaro Figueira, diretor executivo da Associação de Beneficiários do Mira, acrescenta que “a gestão dos Aproveitamentos Hidroagrícolas não se cinge apenas a uma eficiente gestão da água. É necessário existir uma estratégia clara para o território.”

Já José Núncio, presidente da Fenareg, acrescenta que “com os desafios das alterações climáticas e com os compromissos ambientais que nos propomos, o planeamento tem cada vez mais um papel preponderante, sendo fundamental pensar a longo prazo e encontrar alternativas e soluções viáveis.”