Quantcast
Sustentabilidade

Álvaro Amaro “preocupado” com impacto “do Prado ao Prato” na agricultura europeia

O eurodeputado do PSD para Agricultura, Álvaro Amaro lamentou que a Comissão Europeia não tenha revisto as estratégias do Pacto Ecológico, apesar dos avisos relativos ao seu possível impacto no abastecimento alimentar.

Em comunicado, o eurodeputado informa que um estudo do Joint Research Centre, da Comissão Europeia, sobre o impacto das estratégias do Green Deal no setor agrícola revelou que “a agricultura será gravemente impactada pelas estratégias ‘do Prado ao Prato’ e da ‘biodiversidade’”.

 

Entre os efeitos previstos pelo estudo estão:

banner APP
  • Recuo em 15% do abastecimento de suínos, aves e carne de vaca, comparativamente aos valores atuais;
  • Redução da produção estimada em 13%, nos cereais, de 12%, nas oleaginosas e 8% nos vegetais e nas culturas permanentes;
  • Subida geral dos preços, com destaque para a carne de porco, cujo preço de mercado deverá aumentar em 40%;
  • Subida do nível geral dos preços não será, todavia, suficiente para compensar os custos decorrentes da adaptação do setor aos objetivos das Estratégias. Em consequência, o rendimento médio dos agricultores baixará, especialmente o dos produtores de cereais e de leite.

Álvaro Amaro considera que “o estudo confirma que a dependência do estrangeiro nas categorias de produtos em que não somos autossuficientes aumentaria significativamente”.

 

O eurodeputado do PSD lembrou que “este ponto é tanto mais preocupante para países como Portugal, onde os produtores de leite produzem abaixo ou no limiar da rentabilidade”.

O responsável perguntou, no Parlamento Europeu, se “fará sentido reduzirmos a produção na Europa, onde temos os maiores níveis de controlo e de bem-estar animal, transferindo a produção e os ‘ganhos’ em termos de emissões para países terceiros, onde a preocupação ambiental, fiscalização e a segurança são muito inferiores, colocando a Europa dependente de países terceiros?”.