Quantcast
Cereais

Importância do milho em Portugal é realçada por 10 personalidades

No âmbito do Dia Internacional do Milho, assinalado no dia 24 de abril, a ANPROMIS convidou 10 personalidades a dar a sua visão.

No âmbito do Dia Internacional do Milho, assinalado no dia 24 de abril, a Associação Nacional de Produtores de Milho e Sorgo (ANPROMIS) convidou 10 personalidades a dar a sua visão sobre a cultura do milho. Entre as personalidades encontram-se a Ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, assim como o presidente da CAP, Eduardo Oliveira e Sousa.

Veja de seguida, alguns excertos das opiniões de algumas personalidades:

Presidente da ANPROMIS – Jorge Neves

“Apesar da importância da cultura do milho na produção agrícola nacional, estima-se que Portugal é auto-suficiente em milho a 100% apenas durante três meses (…) a Estratégia Nacional para a Promoção da Produção de Cereais, que conta com o empenho político da atual responsável do Ministério da Agricultura será, seguramente, uma sólida base de trabalho para inverter esta situação, mas para que tal suceda é necessário criar condições, no âmbito da nova Política Agrícola Comum, para garantir (e recuperar!) uma justa remuneração da atividade dos produtores de cereais nacionais, nomeadamente através do estabelecimento de ajudas ligadas à produção”.

Ministra da Agricultura – Maria do Céu Antunes

“Quando refletimos sobre inovação na agricultura encontramo-nos com o milho e com os seus produtores, peças essenciais para compreendemos a nossa história, a nossa cultura e a diversidade das paisagens rurais”.

Presidente da CAP – Eduardo Oliveira e Sousa

“O milho está na vanguarda das culturas preferidas pelos agricultores, mas nem tudo são rosas. À nossa condição de país periférico, acrescem os desmesurados custos de produção, o que nos leva a enaltecer a importância dos apoios no âmbito da PAC”.

Presidente da CONFAGRI – Manuel dos Santos Gomes

«A cultura do milho silagem em Portugal é de grande importância para a alimentação animal (…) entendemos como justo que, caso sejam atribuídos pagamentos ligados à produção de cereais no âmbito da próxima reforma da PAC, a cultura de milho para silagem seja também incluída”.

Presidente da Comissão Parlamentar de Agricultura e Mar – Pedro do Carmo

“O milho encontra-se entre as culturas agrícolas mais importantes do mundo (…) porém a maioria do milho produzido globalmente resulta hoje, todavia, de um modelo de produção altamente mecanizado e com fraca criação e estabelecimento de postos de trabalho. Teremos, assim, um longo caminho pela frente no desenho da produção de milho enquanto motor de desenvolvimento rural, sempre com o ideal de soberania alimentar no horizonte”.

Presidente da IACA (Associação Portuguesa dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais) – José Romão Braz

“A Indústria dos Alimentos para Animais é o principal cliente da produção nacional de milho que, infelizmente, assegura apenas não mais do que 25% das nossas necessidades de aprovisionamento (…) é urgente inverter a atual dependência”.

Pode ler as restantes opiniões, assim como as anteriores de forma completa, através de: https://bit.ly/32JbVZM