Cogumelos

Startup vietnamita quer acabar com queima do restolho com incentivos para produzir cogumelos

Startup vietnamita quer acabar com queima do restolho com incentivos para produzir cogumelos

A queima do restolho do arroz é uma prática ainda muito comum no Egipto e na Ásia, apesar de não ser uma das mais benéficas para o ambiente. De acordo com a revista Modern Farmer, existe agora uma startup no Vietname que quer acabar com esta prática através de incentivos económicos para a produção de cogumelos a partir de um substrato produzido com o restolho.

A Fargreen foi fundada em 2013 por empreendedores sociais e quer acabar com este problema. “As pessoas querem aumentar os seus rendimentos, mas não pensam numa solução que incorpore também o meio ambiente”, explicou à publicação Trang Tran, uma das responsáveis pelo projeto.

No ano da fundação da startup, Trang Tran e Thuy Dao, biólogo que ajudou a fundar a empresa, começaram um estudo piloto para analisar a eficácia do restolho como substrato para a produção de cogumelos.

Depois de ganharem vários concursos internacionais em 2014, que lhes deram acesso a financiamento, a startup vietnamita lançou finalmente o primeiro programa: com a ajuda de produtores de cogumelos, formaram dez produtores de arroz para produzir cogumelos com o substrato.

De acordo com a Modern Farmer, a campanha ‘inaugural ‘rendeu 200 kg de cogumelos e terá dado cerca de dois dólares por dia extra de rendimento aos produtores, um rendimento satisfatório para produtores que “ganham às vezes menos de cinco dólares por cada dia de trabalho.”