Pecuária

Rússia suspende restrições à carne de vaca da UE

Jerónimo Martins Agroalimentar e Universidade de Évora vão colaborar em projetos de investigação agropecuária

A Rússia levantou as restrições impostas há seis anos sobre a importação de gado bovino da União Europeia por motivos sanitários. A notícia foi avançada esta quinta-feira (21 de março) pelo Serviço Federal de Controlo Veterinário e Fitossanitário russo (Rosseljoznadzor) depois da “apresentação de um relatório da Direcção-Geral da Comissão Europeia sobre as medidas de controlo de animais vivos aplicadas pela UE”.

Depois desta decisão, a Europa volta a poder exportar gado para a Rússia, mas cumprindo um conjunto de condições obrigatórias: as remessas de animais vivos devem ser realizadas sob o controlo de um veterinário russo credenciado pelas autoridades que emitirá um certificado veterinário colado em caso de necessidade com o animal. Além disso, os animais só podem entrar no país através de postos especializados sob o controlo da Rosseljoznadzor, cuja lista será apresentada em breve.

Esta entidade russa anunciou ainda que pôs fim ao veto das importações de suínos vivos, embora estes não possam retomar na prática, uma vez que o embargo alimentar imposto à UE em agosto de 2014 continua em vigor.