Vinha e Vinho

Vinhos do Alentejo valorizam nos mercados internacionais

Vinhos do Alentejo valorizam nos mercados internacionais

O preço médio por litro dos vinhos do Alentejo na exportação registou um aumento de 9% nos primeiros seis meses do ano. Numa nota enviada às redações, a Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA) revela que esta valorização registou-se em todas as áreas geográficas onde os vinhos alentejanos são vendidos: 4% na Europa, 7% na América do Norte, 19% na América do Sul, 2% em África, 22% na Ásia e Médio Oriente e 10% na Oceânia.

De acordo com a CVRA, “o vinho DOC Alentejo foi exportado por um valor 16% mais elevado (a 4,50 euros por litro), enquanto o Regional Alentejano aumentou 6% (para 2,99 euros por litro).”

Francisco Mateus, presidente da CVRA, explica que “a subida verificada nas diversas áreas geográficas é um sinal do reconhecimento da qualidade percebida pelos importadores e consumidores, que estão disponíveis para pagar um preço mais elevado pelos vinhos da região. Até junho, o DOC Alentejo foi vendido a um preço médio de 4,50 euros/litro, o que compara com a média nacional de 2,97 euros, e o Regional Alentejano a 2,99 euros/litro, quando a média nacional foi de 2,53 euros”.

A CVRA explica ainda que, devido ao aumento médio do litro de vinho, as exportações estão a cair 17% em volume, uma diminuição que, de acordo com Francisco Mateus, era expectável. “Por um lado, o Vinho do Alentejo ao valorizar no preço por garrafa traduz um ganho de notoriedade e ganha mais espaço no mercado mais ligado à qualidade e à confiança do produto, que é caminho que queremos continuar a seguir. Por outro lado, sabemos que a região teve três anos sucessivos de quebras na produção, que se traduziu, consequentemente, numa menor quantidade de vinho exportada.”

A CVRA prevê terminar 2018 com um volume de exportações de cerca de 60 milhões de euros.

Também este ano, a Rota dos Vinhos do Alentejo, promovida pela Comissão Vitivinícola Regional Alentejana (CVRA), inaugurou um novo espaço em Évora que servirá de cartão de visita dos Vinhos do Alentejo. Um projeto avaliado em 608 mil euros que “pretende, acima de tudo, levar os consumidores a viverem uma experiência”.