Hortofrutícolas

Produção de maçã de Alcobaça cai 30% em 2018

Produtores nacionais já podem exportar pera e maçã para a Indonésia

A produção de maçã de Alcobaça registou uma diminuição de 30% este ano. De acordo com a Lusa, que cita o presidente da Associação de Produtores de Maçã de Alcobaça (APMA), Jorge Soares, em 2018, a produção de maçã de Alcobaça IGP deverá ficar-se nos 40 milhões de toneladas.

O presidente da APMA sublinha que “a quebra de 30%” na produção deve-se “às elevadas temperaturas registadas no verão, que impediram a maçã de crescer”. Acima dos 35 graus, “a maçã não cresce tanto e, se atingir os 38 graus, pára por completo”, refere ainda Jorge Soares.

Ainda assim, apesar da quebra de produção, a APMA espera que a comercialização de maçã de Alcobaça atinja um valor global entre “35 a 40 milhões de euros”. Deste valor, cerca de entre 10% a 15% deverá corresponder as exportações, com Inglaterra, Brasil, Irlanda, Emirados Árabes Unidos, Cabo Verde e Angola a distinguirem-se como os mercados que mais compram maçã de Alcobaça.