Cereais

Rússia anuncia suspensão da exportação de cereais até julho

ANPOC publica lista de variedades recomendadas de trigo mole 2019/2020

A Rússia, maior exportador mundial de trigo, anunciou no passado domingo, dia 26 de abril, que iria suspender as exportações de várias variedades de cereais até 1 de julho.

No início de abril, a Rússia já tinha anunciado a intenção de limitar as exportações de cereais a sete milhões de toneladas até 30 de junho. Contudo, a 26 de abril, o Ministério da Agricultura declarou que essa quota já tinha sido atingida. Assim, as exportações de trigo, milho, centeio e cevada estão agora suspensas no país.

Esta decisão foi criticada por organizações como a Organização para a Alimentação e Agricultura da ONU (FAO), Organização Mundial de Saúde (OMS) e Organização Mundial do Comércio (OMC), uma vez que este tipo de restrições durante a pandemia podem criar e acentuar a escassez de alimentos.

A Rússia informou que a decisão de limitar as exportações de alguns produtos agroalimentares era necessária para garantir a estabilidade do mercado russo.

A medida poderá provocar uma subida dos preços nos cereais, que atualmente já estão elevados.