Financiamento

Governo tem 3 M€ para captação de água para combater a seca

Governo tem 3 M€ para captação de água para combater a seca

O Ministério da Agricultura vai antecipar, para outubro, os pagamentos da PAC aos agricultores afetados pela seca. De acordo com o Governo, será aberto um concurso de três milhões de euros para captação, armazenamento e transporte de água.

“O último relatório [sobre a situação de seca, em maio] mostra dados objetivos que há condições para algumas medidas de derrogação” das condições de atribuição de subsídios aos agricultores, defendeu esta semana Capoulas Santos, ministro da Agricultura, numa audição parlamentar na comissão de Agricultura e Mar.

Os últimos dados do IPMA revelam que em maio houve 46,1% do território em situação de seca fraca (regiões norte e centro), 27,2% em seca severa (Alentejo e Algarve e Lisboa), 22,4% (Alentejo, Lisboa e centro) em seca moderada, 2,5% (Algarve) em seca extrema e 1,8% (Braga e Vila Real) em situação meteorológica considerada normal.

“No levantamento das necessidades, recebemos pedidos para abrir 44 poços, 276 furos”, disse o ministro da Agricultura aos deputados, referindo ainda que o Ministério recebeu mais de 200 pedidos para a aquisição de tanques e reboques para os agricultores.

Capoulas Santos revelou que tem cerca de três milhões de euros destinados a estes pedidos de captações de água e para a compra de equipamentos de transporte e armazenamento de água, menos do que os 15 milhões disponibilizados no ano passado para 1400 projetos para furos aprovados.

Outras das medidas anunciada já tinha sido reivindicada pelos agricultores nas últimas semanas: a antecipação das ajudas da PAC. “Vamos antecipar 70% dos pagamentos para outubro. São 640 milhões de euros da PAC antecipados três meses”, explicou o responsável pela pasta da Agricultura.