Quantcast
Biotecnologia

Consórcio europeu quer identificar bactérias nas frutas e vegetais através de sensores

Analisar frutas e vegetais e identificar bactérias e químicos prejudiciais em minutos é o objetivo de um projeto europeu.

Analisar frutas e vegetais e identificar bactérias e químicos prejudiciais em minutos é o objetivo de um novo consórcio financiado pela União Europeia. O sistema quer permitir aos trabalhadores monitorizar dezenas de amostrar de frutas e legumes, com resultados em menos de 30 minutos, relata o portal britânico New Electronics.

O sensor utiliza partículas de luz para deteção dos vestígios de bactérias ou pesticidas, sendo que não necessita de usar químicos ou corantes como marcador da presença desses vestígios.

 

O projeto, chamado GRACED, está atualmente a ser coordenado pela CyRIC – Cyprus research and innovation Centre. Os desenvolvedores inspiraram-se num dos seus sensores existentes que examina a água para detetar contaminação microbiológica ou contaminação química com um pequeno número de pesticidas.

banner APP

A equipa considera as aplicações extremamente úteis para várias alternativas de produção de alimentos de próxima geração.

 

“As quintas verticais ou urbanas são como um laboratório onde tudo é conduzido em salas controladas. Controlar a qualidade da água é muito importante para o sucesso deste tipo de explorações, e se este processo for automatizado, é ainda melhor”, disse o coordenador do projeto, Alessandro Giusti.

O processo, com previsão de conclusão em 2024, vai conduzir testes na França, Itália e Hungria, cobrindo os diversos tipos de sistemas de produção agrícola.